Conheça um pouco sobre a origem e a evolução desse importante acessório.

A cadeira de rodas é um objeto indispensável para muitas pessoas que apresentam dificuldades de locomoção. Hoje existem diferentes tipos – manuais, elétricas, especialmente desenvolvidas para a prática de esportes e até mesmo acionadas por movimentos cerebrais –, mas nem sempre foi assim, como mostram os relatos sobre a origem e evolução desse importante acessório.

Acredita-se que os egípcios tenham sido os primeiros povos a utilizarem a cadeira de rodas como uma espécie de carrinho de mão para transportar pessoas. No entanto, a primeira representação de uso de uma cadeira de rodas aparece em um vaso grego que remonta ao século IV a.C. Nele, o Hefesto - considerado o Deus grego da metalurgia e das artes mais finas – está acomodado sobre uma cadeira de rodas com aros que é acionada por dois cisnes, uma alusão à cadeira de rodas ser utilizável tanto em água como em terra e autopropulsora, não demandando, portanto, esforço algum do ocupante.

A história mostra que durante muitos séculos não houve produção sistemática de cadeiras de rodas, sendo sua confecção feita apenas sob encomenda e quase que exclusivamente por famílias de posses. Algumas eram, inclusive, fabricadas de forma mais sofisticada, para atender às necessidades individuais e ao estilo de vida da pessoa que a utilizaria. Foi assim, por exemplo, com o modelo desenvolvido por uma ortopedista canadense para o Rei Felipe II, da Espanha, em 1595. Além de permitir que o monarca espanhol fosse transportado com certa facilidade pelos diversos ambientes do palácio, a cadeira de rodas, por meio de mecanismos para inclinação e repouso dos pés, transformava-se em um leito provisório, garantindo, assim, maior comodidade.

Mas foi a partir das primeiras décadas do século XX, com o avanço industrial e o surgimento de matéria-prima mais moldável e leve, que as cadeiras de rodas evoluíram de forma surpreendente. Hoje existem modelos de diferentes tipos e cores e o mais importante: específicas para as mais diversas necessidades, oferecendo, assim, conforto, conveniência e mobilidade para quem precisa.